top of page
  • Foto do escritorBruna Otomura

Assisti: Uma Dose Diária de Sol

Salve metamorphyos! Tudo bem com vocês?! Gostaria de compartilhar com vocês a minha experiência com um dos mais recentes doramas adicionados ao catálogo da nossa querida vermelhinha. "Uma Dose Diária de Sol" é uma obra delicada que aborda de maneira empática as complexidades das doenças mentais.

Assisti: Uma Dose Diária de Sol

A trama segue Jung Da-eun (interpretada por Park Bo-Young), uma enfermeira transferida para a ala psiquiátrica de um hospital universitário. Ela se dedica ao máximo para compreender seus pacientes, levando-nos por histórias e situações que nos permitem mergulhar profundamente na vida de cada personagem, não se limitando apenas aos protagonistas.


É importante mencionar que, apesar de ser uma obra sensível, ela pode desencadear gatilhos por tratar de temas sensíveis e provocar diversas reflexões. Com apenas 12 episódios, cada um com uma média de 1 hora, a série oferece uma narrativa envolvente e completa, fazendo com que torçamos pela recuperação de cada personagem. Ao mesmo tempo, nos proporciona uma perspectiva única sobre as enfermidades mentais que todos, de alguma forma, enfrentamos de forma direta ou indiretamente e como isso nos atinge. A mensagem central é: devemos procurar ajuda, a empatia e compreensão daqueles a nossa volta é fundamental para uma reabilitação/cura além de que, o fato de existir uma doença mental não significa que as pessoas acometidas não possam estar em sociedade normalmente - cada qual com seu devido tratamento.


Outro ponto destacado pelo dorama é a importância de cuidarmos de nós mesmos. Às vezes, nos dedicamos tanto aos outros que nos esquecemos de que também somos suscetíveis a doenças mentais.


O elenco entrega performances emocionantes, incluindo alguns rostos já conhecidos. A fotografia, agradável, transita de acordo com as situações mentais apresentadas.


Quanto ao desfecho, posso garantir que não deixa nada a desejar. Vale a pena investir na série, especialmente se você aprecia tramas médicas. Além das questões relacionadas à saúde mental, o dorama oferece reviravoltas surpreendentes, momentos românticos e uma narrativa centrada na amizade.


Finalizo minhas considerações destacando que falar sobre questões mentais deveria ser mais amplamente aceito. Não basta promover campanhas isoladas ou na internet; é fundamental saber lidar com essas situações e combater preconceitos quando confrontados com elas e saber prestar ajuda a quem precisa.

Nota: 10/10


E vocês metamorphyos? Já assistiram "Uma Dose Diária de Sol"? O que acharam? O que acham desta temática? Me contem!

5 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page