Assisti: Vinte Cinco, Vinte Um

em terça-feira, 5 de julho de 2022

Olá metamorphyos! Como vocês estão?! Hoje vamos falar um pouquinho sobre o dorama Vinte Cinco, Vinte Um. Então, puxa a cadeira, pega um xícara e vem comigo!

Twenty Five, Twenty One

Com estreia em março deste ano - 19 de março - trazida pela nossa vermelhinha Netflix, Vinte e Cinco, Vinte e Um (no original Twenty Five Twenty One) é um dorama coreano dirigido por Jung Ji-Hyun.


Título Original: Twenty Five Twenty One

Título Traduzido: Vinte e Cinco, Vinte e Um

Estreia: 19 de março de 2022

Direção: Jung Ji Hyun

Roteiro: Kwon Do Eun

Gênero: Drama, Romance

Episódios: 16

Elenco: Nam Joo-Hyuk, Kim Tae-ri, Bona, Choi Hyunwook, Lee Joo Myung, Kim Youngsun


Como um dos doramas em alta de 2022, acompanhamos a história de Na Hee-do (Kim Tae-ri) e Baek Ye-jim (Nam Joo-hyuk) vistas através das memórias escritas de Na Hee-do quando sua filha encontra
seus diários.


Começamos nossa história nos dias atuais. A filha de Na Hee-do deseja desistir do ballet e isso gera um conflito com a sua mãe a fazendo passar alguns dias na casa de sua avó. É assim que ela encontra o primeiro diário.


A narrativa do passado se passa em 1998, após um crise financeira que houve na Coreia. A Jovem Na Hee-do, estudante do segundo ano e atleta esgrimista, se vê tentando achar um solução para continuar seu sonho de competir já que seu colégio fechou as portas do clube de esgrima devido a crise.

Perseguir o sonho de se tornar uma grande atleta também a coloca em um outro sonho, alcançar sua ídolo Ko Yurim (a cantora Bona da banda Cosmic Girls) que estuda no colégio em que ela tenta se transferir e atual campeã mundial de esgrima.


Claro que temos de ter o par romântico. É aqui que entra Baek Ye-jim. Ele é um jovem que veio de uma família rica que acabou perdendo tudo devido a crise. Com uma família dividida ele tenta arrumar um emprego e se manter ajudando sua família.


A trama flui de modo dinâmico, fazendo com que nos envolvemos com os dramas das personagens.


Vinte e Cinco, Vinte e Um nos passa diversas mensagens: termos sonhos é uma base para nos manter impulsionados e, o quanto damos duro e nos sacrificamos para alcançar o que queremos depende muito de nós mesmos. É motivados ver o treinamento e a evolução da Na Hee-do metamorphyos! É árduo e sacrificante, não são apenas vitórias em seu caminho e também, houveram diversas coisas que ela teve de abrir mão.


A amizade, relações familiares e o modo como tratamos as pessoas são pontos também bem levantados. Nem sempre nossa família vai nos apoiar como queremos, ou será a mais estruturada ou fácil de lidar. Outras vezes tomar atitudes são dolorosas para o bem estar de todos. Amizades boas que nos apoiam também mudam nossa forma de ver o mundo. Falar o que é preciso, mesmo que não seja o que a pessoa queira ouvir no momento também é ser amigo se isso for para o bem do outro. E pesas o modo como tratamos quem está a nossa volta afinal, ninguém sabe como ou o que você está passando e nem a gente na vida do outro. Salvemos aqui uma palavra bem legal: empatia.

E não menos importante, Vinte e Cinco, Vinte e Um nos faz ver como o tempo a maturidade nos levar a ver as situações e outro de modo diferente; como a maturidade muda nossas ações diante de algo. Nem sempre o que queremos é do modo que desejamos, nem sempre quem amamos podemos ter. Amar, tanto com laços familiares, fraternais e românticos, exige muito de nós, sobre amadurecer, sobre respeitar e entender o outro.


Massss, aqui vai o meu "porém, contudo, todavia" que a maioria dos dorameiros que viram esta série irão concordar comigo. Para mim, seria um dorama de no 10 fácil, mas acho que o finalmente, aqueles 20 minutos finais pecaram. Faltou sabe? Faltou algo na verdade, a cereja do bolo. Não digo do casal ou qualquer coisa, mas ach oque faltou um envolvimento final dos demais personagens no tempo presente. Porém não tira o mérito da trama e vale sim dar a chance metamorphyos.


Agora me contem: vocês já assistiram Vinte e Cinco, Vinte e Um? O que acharam? Vão dar uma chance? Comentem comigo!


Beijos e até!


Bru.

LEIA MAIS

Evento: Feira Mineira de Quadrinhos

em segunda-feira, 4 de abril de 2022

Salve metamorphyos! Finalmente após esse longo período de quarentena, estamos voltando aos poucos a rotina, nesse novo normal não é? E estamos com saudades de eventos, eventos bons, que incentivam. Então, vou compartilhar com vocês um evento para vocês anotarem na agenda, galera de minas, grande BH e quem estiver passando por essas terras do pão de queijo: Feira Mineira de Quadrinhos. Continua comigo metamorphyo para saber mais!


Feira de Quadrinhos - Belo Horizonte - Metamorphya


Quadrinistas independentes comemoram o Dia Nacional da Biblioteca e promovem lançamento coletivo de obras.

Instagram do Evento

Coletivo de quadrinistas independentes, de obras aprovadas na lei Aldir Blanc, se encontram pela primeira vez para debater Histórias em Quadrinhos e para lançar suas obras para o público.


"A Lei federal 14.017/2020, conhecida como Lei Aldir Blanc, tem como objetivo central estabelecer ajuda emergencial para artistas, coletivos e empresas que atuam no setor cultural e atravessam dificuldades financeiras durante a pandemia. A Lei Aldir Blanc prevê diversas linhas de ações emergenciais, cujos beneficiários dividem-se em artistas e espaços artísticos. Para além desta iniciativa, a lei prevê ainda linhas de créditos para fomento em atividades culturais.
A Lei foi criada em homenagem ao compositor e escritor Aldir Blanc, que morreu em maio de 2020, vítima da Covid-19. O projeto vem para socorrer profissionais e espaços da cultura que foram obrigados a suspender seus trabalhos durante o período de isolamento social.
A Lei viabilizou o Edital N°21/2020 'Seleção de Propostas de Publicação de Obras de Histórias em Quadrinhos';, edital pioneiro em Histórias em Quadrinhos no Estado de Minas Gerais."


A Feira Mineira de Quadrinhos irá acontecer no dia 09 de abril de 2022 - anotem na agenda! - na Biblioteca Estadual de Minas Gerais em Belo Horizonte. A feira é um evento criado para divulgar o trabalho de quadrinistas e ilustradores mineiros independentes. Participam da feita os artistas que foram selecionados no Edital nº 21/2020 "Seleção de Propostas de Publicação de Obras de Histórias em Quadrinhos", da Lei Aldir Blanc, de Minas Gerais, através da Secretaria de Estado de CUltura e Turismo (Secult).


Após a divulgação do resultado do edital, 29 artistas aprovados se juntaram a um coletivo de quadrinistas mineiros. A união ocorreu com intuito de se ajudarem mutuamente sobre os procedimentos de execução e prestação de contas do edital.


De acordo com Fabrício Martins, roteirista de Oblivion, "o grupo se formou para tirar dúvidas sobre questões burocráticas sobre documentos exigidos no edital mas, logo passou a ser um suporte de questões inerentes a quadrinistas independentes, como: produção gráfica, dicas de divulgação em redes sociais e outras questões".


Ao longo de toda a produção das obras de quadrinhos aprovados, os artistas ficaram em isolamento social. Dessa forma, não participaram de Feiras e Encontros de Histórias em Quadrinhos, principais instrumentos de divulgação e lançamento de obras para artistas independentes. De acordo com Regis Luiz, quadrinhistas e gestor do dia Nacional do Quadrinho em BH, "os eventos presenciais são importantes para que os autores e artistas possam interagir diretamente com o público, facilitando a apresentação e venda de suas obras para novos leitores, além de criar um ambiente favorável para a formação de uma rede de contato entre profissionais, artistas iniciantes e entusiastas". Agora, e m2022, o coletivo propõe a organização da Feira Mineira de Quadrinhos para celebrar o lançamento de suas HQs e promover o primeiro encontro do grupo, "fortalecendo o cenário para um futuro mercado estabelecido" de acordo com Regis.


O coletivo conta com quadrinistas veteranos, como Renatta Barbosa - roteirista da Turma da Mônica - e Cristiano Seixas - diretor da Casa de Quadrinhos - e novatos, como Ana Paula Côrtes - autora de O Planeta. AO todo, serão lançadas 21 obras na Feira.


A programação inteiramente gratuita, inclui a feira, onde o público poderá interagir com os artistas, uma exposição sobre quadrinhos e processo de criação e diversas palestras e rodas de conversa com convidados especiais, atuantes nos mercados de quadrinhos e ilustrações mineiras e nacionais.


Feira de Quadrinhos - Belo Horizonte - Metamorphya

Programação e Dia Nacional da Biblioteca

Além do Lançamento das Obras viabilizadas pela Lei Aldir Blanc, a Feira Mineira de Quadrinhos conta com uma Exposição com o objetivo de apresentar originais, processos criativos, experimentações e ilustrações dos artistas e Palestras e encontros com temas: Humor e Narrativa Visual; Ativismo racial e quadrinhos; Produção em quadrinhos e Rodas de conversa sobre mercado de quadrinhos. A data escolhida para a Feira é uma homenagem ao Dia da Biblioteca no Brasil. As histórias em quadrinhos são uma importante forma de incentivar a leitura como ferramenta base para a educação e formação dos indivíduos. E a biblioteca é um espaço essencial para a aquisição de conhecimentos e procurado por pessoas que desejam explorar a literatura, estudar ou trabalhar.

A Feira também é o primeiro evento a compor o acervo do Espaço Geek, que será inaugurado com o fim das reformas do Anexo da Biblioteca Pública Estadual.


Palestras e encontros

• 11h - Ativismo racial e quadrinhos, com Acir Piragibe (autor de D'artagnan) e La Cruz (autor de Legacy). Mediação: Régis Luiz.

• 13h30 - Humor e Narrativa Visual, com Gustavo Legusta (autor de Coletânea Legustirinas) e Sunça (autor de Genô e Gertrú Abalando as Estruturas). Mediação: Fabrício Martins.

• 15h - Produção em quadrinhos – do edital à divulgação da obra, com Lucas Amorim (diretor da Biblioteca Estadual), Line Lemos (autora de Fessora), Carol Rossetti (autora de Vento Norte) e Ronaldo Braga (Gráfica Formato). Mediação: Fabrício Martins.

• 17h - Rodas de conversa sobre mercado de quadrinhos, com Cristiano Seixas (Autor de Contos do Calango), Pedro Ferreira e Mariana Viana (Fora do Plástico). Mediação: Régis Luiz.


Dados do Evento pra você não esquecer!

Feira Mineira de Quadrinhos

Data: 9 de abril (sábado) Horário: 10hs às 18hs

Local: Teatro de Arena da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais


Exposição Mineira de Quadrinhos

Data: 09 de abril a 15 de maio

Horário: segunda a sextas às 8:00-18:00, sábados de 08h às 12h.

Local: anexo da Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães da Biblioteca Pública Estadual de Minas

Gerais - Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais - Praça da Liberdade, 21 - Savassi, Belo Horizonte - MG


E aí metamorphyos! Anotaram tudo certinho?! Saudades de eventos assim?! E se vocês forem, me contem tudo depois viu?!


Beijos e até!

LEIA MAIS

Assisti: My Gift

em quarta-feira, 30 de março de 2022

Olá metamorphyos! Como estão as coisas por aí?! Espero que esteja tudo fluindo da melhor forma possível <3 E continuando o amorzinho pelo cinema/tv asiática que ando, vamos de indicação de um filme chamado My Gift. Vem comigo saber um pouquinho mais!


My Gift é um filme de produção tailandesa de 2017, dirigido por Wang Ding Lin, do gênero drama/romance e que, estejam preparados que ao mesmo tempo que lhe tirará algumas risadas também lhe arrancará algumas lágrimas.

Confira o trailer legendado em português aqui <3


Vamos falar de uma história envolvente e sensível na qual conhecemos Zhang Xiao Yu (Ivy Shao) e Zhao Yi Zhong (Chris Wu). Um jovem casal com uma vida bem estruturada, da qual não poderiam desejar mais felicidades além de finalmente conseguirem conceber o tão sonhado filho.


Não demora muito para que este dia tão esperado chegue Xiao Yu anuncie a gravidez ao esposo. Ansiando para essa nova fase da vida, eles não contavam com o que estava por vir. Apesar da felicidade que habitava na vida do casal, Yi Zhong foi diagnosticado com câncer e sua saúde começa a se debilitar.

My Gift - Meu Presente - Resenha - Viki - Metamorphya
Yi Zhong e Xiao Yu

Chegamos ao ponto em que Yi Zhong, com medo de não conseguir vencer esta batalha, se lembra de como a mãe fez para mesmo quando partiu ainda ser um pouco presente e, para prevenir caso algo lhe ocorra, começa a gravar vídeos com mensagens para o filho. Mensagens estas com coisas do cotidiano a palavras que gostaria que o filho/a ouvisse e que pudesse lhe passar.


Nesse processo não há como não nos envolvermos na vida das personagens. Uma história de reflexão, amor, amizade, família, aceitação e perdão. Relações são colocadas a prova quando diversos sentimentos estão a flor da pele. Nos vemos diante das decisões dos personagens em como lidam com a gravidez e a chegada de uma nova vida e a luta contra uma doença cruel. Ficamos ansiosos para saber se tudo ocorrerá bem ou se infelizmente o destino pregou uma peça maior e mais árdua que ambos poderiam esperar.

My Gift - Meu Presente - Resenha - Viki - Metamorphya

Bru, vale a pena assistir My Gift? Vale sim, se você assim como eu gosta dessas histórias que mexem com o emocional e fazem você refletir sobre a vida. E o que tirei desse filme? É lembrar que as pequenas coisas, cotidianas e muitas vezes bobas, são grandiosas pois não há como saber o dia de amanhã - assim como o período em que vivemos - e que cada instante com as pessoas que amamos é o maior presente que temos.


Caros metamorphyos, se vocês ficaram curiosos e com vontade de ver este delicioso filme, você encontra ele aqui, no VIKI, totalmente legendado em português.


Me contem metamorphyos, vocês já assistiram My Gift? O que acharam? Vamos comentar! Ficaram curiosos?!


Beijos e até a próxima!

LEIA MAIS

Dorama: Falling Into Your Smile

em quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Olá metamorphyos! Vamos de dorama?! Porque nada melhor do que compartilhar com vocês esse dorama chinês maravilho e super gostosinho de assistir. "Bora" comigo saber um pouco mais de Falling Into Your Smile?! Dorama baseado no romance "You're Beautiful When You Smile" de Qing Mei.

Dorama: Mergulhando em seu sorriso

Título Original: 你微笑时很美 (Original) / Falling Into Your Smile

Título em Português: Mergulhando em seu Sorriso

Onde ver: Viki (COLOCAR LINK)

Estreia: 23 de Junho de 2021

Classificação: 14 anos

Gênero: Comédia, Esporte, Romance

Episódios: 31 (45min ep)

País: China

Roteiro: Quing Tu

Produtores: Li Zhan Ying, Yang Xia

Elenco: Xu Kai, Judy Qi, Kevin Xiao, Yalkin Merxat, Wang Yi Jun

Onde ver: Viki (clica aqui e cai por lá!)

Tong Yao é uma jovem que acabou seus estudos na faculdade e encontra-se naquele dilema familiar de encontrar um bom emprego. Porém, Yao é uma jogadora bem reconhecida no meio competitivo não profissional.


Nesse momento, a vida da nossa mocinha está prestes a dar um grande reviravolta quando o representante - o fofo Xiao Rui de uma conhecida equipe de e-sports - a ZGDX -  entra em contato com ela para que ela se junte ao time.

Metamorphya - Falling Into Your Smile
Achei aqui.

Apesar da não aprovação por parte de sua mãe, Yao se junta a equipe ZGDX após um belo discurso motivacional do ex mid laner deus Ming.


Yao, ou agora Smilling, tem duas certezas: se profissionalizar nos e-sports e conquistar o nacional com sua equipe e assim poderem rumar aos mundiais e, não se envolver amorosamente com alguém do meio.


Esse segundo motivo nos é apresentado logo no primeiro episódio - então não é spoiler metamorphyos! - que, Yao rompeu com seu ex namorado quando ele entrou no cenário profissional dos e-sports por motivos que serão apresentados durante a trama.


Obviamente já ficamos esperando o envolvimento romântico da nossa protagonista com o capitão da equipe, Chassman - lindo, rico, resolvido, frio, independente, um dos melhores jogadores do mundo, quem não vai apaixonar gente?! . Algo que é evidente desde o começo mas, o caminho que esses dois traçam para ficarem juntos é algo tão divertido, intenso e fofo que de verdade, eu não esperava pelo o que foi entregue.

Mas não se enganem, Falling Into Your Smile consegue nos fazer amar os demais personagens - como cada membro da ZGDX e das demais equipes. Eles conquistam com as histórias e personalidades diferentes.


Algo que me agradou muito foi como eles introduziram a Yao no cenário competitivo, a primeira mulher da liga profissional chinesa, o que rende um super destaque positivo/negativo em cima dela e isso puxa outros temas. Um deles como por exemplo o cyberbullyng, e como as pessoas podem ser tóxicas nesse ambiente virtual e fora dele, além do quanto os fãs-base podem chegar a ir pelos seus ídolos e como devemos aprender a separar as artistas ídolos delas como pessoas normais que possuem uma vida pessoal.


Além disso, a parte que envolve amizade nesse dorama é incrível. Ele trabalha camadas de confiança, envolvimento, credibilidade, reconhecimento.


Outro ponto que me pegou foi sim a trama se basear em torno de uma competição de games e, as cenas em que são mostradas dos personagens do jogo representados pelos reais é bem bacana e dá um dinâmica diferente. E, Razer, me patrocina também porque metamorphyos, todos os equipes dessa galera é da Razer!

Achei aqui.

Mas nesse universo, recheado de competitividade, haters e predominantemente masculino, será que nossa Smiling conseguirá se sair bem com jogadora profissional e alcançar seu objetivo de erguer a taça nacional com a ZGDX?!


Num modo geral, Falling Into Your Smile possui um história divertida e envolvente que nos faz querer acompanhar os personagens até o final e saber como serão seus desfechos. A trilha sonora,  ambientação e figurino também merecem destaque.


Metamorphyos, vocês querem um vídeo falando um pouquinho sobre os personagens e sobre o jogo apresentado na história?!


Para quem assistiu e assim como eu ficou com aquele gostinho de quero mais, temos uma segunda temporada confirmada para estrear em junho de 2022! \o/


E vocês metamorphyos?! Ja assistiram Falling Into Your Smile ou Mergulhando em seu Sorriso?! Me contem!


Nota: 5/5

Beijos e até! Bru.

LEIA MAIS

Quantas vezes você se permitiu recomeçar?

em quarta-feira, 20 de outubro de 2021

"... você não sabe o quanto eu caminhei pra chegar até aqui. Percorri milhas e milhas antes de dormir..." 

Perdi a conta de quantas vezes no último ano e meio fiquei parada olhando a página em branco. Acho que desde o post do borogdó eu fiquei meio sem saber o que fazer por aqui.

Não é que eu não goste daqui, ou que eu tenha perdido o amor. Acho que pelo contrário. Escrever sempre foi um escape e compartilhar coisas que amo me fazia bem. Mas talvez eu tenha perdido um pouco a mão e a essência da coisa.

Metamorphya

Como vocês estão metamorphyos? Já faz um bom tempo. Quem ainda está por aí ocasionalmente, obrigada por não desistir desse espaço. Ainda vamos ao tradicional: puxa a cadeira, pegue uma xícara e vem comigo!



Tanta coisa aconteceu nesse meio tempo e eu precisei me reencontrar - sabe, se perder em si mesmo talvez seja uma das piores coisas que pode acontecer para uma pessoa. Se perder naquilo que ama, no que te faz bem ou simplesmente não saber quando a hora chega e encarar que ciclos possuem início e fim.


Então, cá estou mas, estranhamente as palavras dessa vez estão saindo facilmente como fazia tempo que não acontecia.


Me lembrei de um post que lá em 2015 li da Ju Romano - esse aqui óh! - e que na época, me fez gostar ainda mais dela e rever muito das influenciadoras que eu seguia. Mas às vezes a gente se esquece de pequenas coisas importantes no meio do caminho. Mas relendo esse texto ontem me fez lembrar do porque estar aqui. O caminho não é fácil, na verdade, nenhum caminho que você escolha trilhar será fácil e, eu lembro que eu queria estar aqui porque sempre achei mais fácil me expressar escrevendo do que de qualquer outro modo - caso você não tenha visto, boa sorte, ainda acho que sou uma negação diante qualquer câmera rsrsrs. Mas eu queria falar sobre coisas que gostava com pessoas que compartilhassem a mesma paixão.


E a verdade é que eu quase sempre fui um 'coach do desastre', vulgo sincerona... Não sei hoje se isso é tão bom.


Mas a verdade é que eu percebi que assim como ela falava no post dela, somos pessoas normais, com altos e baixos, erros e acertos, por trás das câmeras a maioria de nós somos pessoas 'normais' - o que quer que seja que você julga normal.


Nesse tempo afastada, houveram dias bons e dias ruins e muita coisa mudou. Então no meio do caminho e de um tempo pra cá, me permitir me redescobrir e nessa redescoberta, vi que não foi tanta coisa assim que mudou então, o que me trás de volta à este abrigo <3


Então é isso. Um breve desabafo. Uma volta, não triunfal, mas cheia de esperanças me permitindo recomeçar. E que você que está aí lendo, assim como eu que estou do lado de cá da tela, não tenhamos medo de recomeçar quantas vezes forem preciso pois, só nós mesmos sabemos os caminhos que trilhamos e o quão árduo e sereno ele é.


Espero que, você aí do outro lado metamorphyo, esteja bem. Que as coisas também esteja se acertando em sua vida. Até logo e espero te ver por aqui!


Beijos, Bru.

LEIA MAIS

Protego! E que se faça 2021

em segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Um novo ano que se inicia - ok, atrasada como sempre - e para tal, acho que devemos começá-lo com estilo e nos preparando então, antes de tudo, talvez seja melhor usar um Protego por aqui, para nós. Sendo assim, finalmente, olá metamorphyos! Como vocês estão?!


O feitiço escudo (Protego) é um termo aplicado a diversas variedades de feitiços. Eles criam uma barreira mágica para desviar entidades físicas e feitiços, a fim de proteger uma determinada pessoa ou área. (Fonte: Harry Potter Fandom)

2020 foi um ano totalmente atípico, ninguém estava preparado para que viria acontecer. De um momento para o outro entramos em uma pandemia, tantas vidas perdidas, tantas pessoas queridas partiram. E para nós que estamos aqui, fomos vitoriosos de passarmos por isso.


Foi um ano pra revermos várias coisas, colocar muita coisa no lugar. Pesar. E tenho certeza que já falei várias vezes aqui, sou uma pessoa que acredita em ciclos, então pra um ciclo se fechar você precisa aceitá-lo, aceitar que ele irá mudar e acatar essas mudanças se não você continuará no mesmo ciclo e isso não tem haver com anos.


Passei o ano olhando para o blog, e finalmente encontrei um jeito de deixá-lo de modo que me representasse mais, de um modo que acho aconchegante - logo se eu não achasse seria estranho afinal é quase na mesma decoração da minha sala! - mas que me fez sentir em casa novamente, me querer ter essa conexão.

Às vezes nos perdemos para podermos nos reencontrar.

Todas as abas continuam ali em cima para vocês navegarem. No cantinho superior esquerdo há três risquinhos para quem possui um monitor menor como o meu mas, caso ele seja maiorzinho já é possível ver a aba lateral com informações. Já do lado direito, a nossa lupinha de busca para conteúdo. Se correr lá no rodapé, o roll do Instagram. Ainda faltam umas coisinhas para arrumar mas estou ajeitando com o tempo.


De coração, espero que esse seja um ano de realizações, que as coisas aconteçam, que sonhos saiam do papel mas que antes de tudo, SAÚDE seja uma palavra de prioridade, tanto fisicamente quanto mentalmente.


E, esse é um post de mente e coração aberto para vocês. Talvez para compartilhar com vocês que, talvez agora as coisas tenham se encaixado novamente e, além das diversidades, finalmente eu tenha entendido a magia real que me move nisso aqui e o quão quentinho isso me deixa.


Espero que esteja tudo bem por aí metamorphyos, que vocês continuem bem, que 2021 lhes traga muita magia e renovações, saúde, força... Nos vemos em breve!


Beijos, Bru.

LEIA MAIS

Design: Moderno vs Retrô - App e Sites

em segunda-feira, 15 de junho de 2020

  Salve metamorphyos! Como vocês estão?! Hoje em dia é algo muito corriqueiro usarmos sites e aplicativos para os mais variados tipos de serviços que precisamos. Mas você já pensou como seriam estes há alguns anos atrás? Pois então, ficou curioso? Continua comigo e vem conferir esse post: apps e sites de hoje, ambientados no passado por Luli Kibudi.
Moderno vs Retrô - App e Sites
  Eu - Bru, nascida no início dos anos 90 consegui vivenciar um 'boom' muito grande de avanço tecnológico num período de tempo muito curto me sentindo muito velha falando assim. E com isso, um avanço de diversos setores, principalmente com a internet.

  Esses dias alguém enviou no nosso grupo da faculdade algumas imagens que ilustravam certos aplicativos e sites que usamos atualmente, retratados como itens do cotidiano mais antigo. Procurando por mais informações encontrei no instagram Digital Discovery esse projeto e por lá o link do perfil da designer responsável pelo projeto.

  Ele foi criado pela designer Luli Kibudi com o nome do projeto "once appon a time" aonde ela explique é um projeto onde o moderno encontra o retrô. Pelo o que encontrei de informações dela, ela é de Buenos Aires, Argentina e, atualmente mora em Barcelona, Espanha.

   Vou deixar abaixo as imagens para que vocês possam conhecer esse projeto super bacana.
Netflix
Um dos maiores streams dos dias de hoje, a Netflix foi comparada as nossas antigas fitas VHS.
iCloud
Em tempos de armazenamento em nuvem, e isso trouxe uma praticidade de acesso absurda, o iCloud remete aos antigos disquetes que possuíam apenas alguns kbytes de armazenamento.
Spotify
Hoje em dia podemos escutar a música que quisermos e quantas quisermos em qualquer lugar graças ao Spotify mas, antigamente as canetas e as fitas k7 possuíam uma forte ligação.
Youtube
Não sei vocês metamorphyos mas eu realmente assisto ao Youtube como fazíamos com as TVs há alguns anos atrás. Na verdade, até possui programas com qualidade bem superiores.
Gmail
Vocês chegaram a mandar cartas para os amigos e esperarem ansiosos a resposta? Pois é, eu e a Amanda por exemplo enviámos muitas cartas mas, o e-mail veio para agilizar e tomar lugar deste item.
Facebook
O Facebook veio para representar os álbuns fotográficos naquela época que agente revelava os filmes e tinha de esperar uma semana pra ver um tanto de foto desfocada e queimada rsrs
Whatsapp
Em tempos de msgs e áudios pelo whatsapp com direito a chamadas de vídeo, aqui uma recordação dos antigos telefones de mesa que ainda possuíam uma chave para trancar a roda de discagem.
Pinterest
Tenho certeza que vocês tem ou já tiveram um mural de recortes cheio de ideias e coisas que amavam no quarto de vocês. Pois é, o Pìnterest está aí pra ampliar nossa imaginação e alcance de criar painéis.
Word
Ok, essa é um pouco mais antiga mas, se vocês tiveram a oportunidade de utilizar uma máquina de datilografia - sim, esse é o nome dessa belezinha aí - vai concordar comigo que criar textos no Word é muito mais fácil e o teclado muito mais macio.
Wikipedia
Tem dias que vejo minha filha e até eu mesma fazendo pesquisas pela net e penso o quão mais simples e prático se tornou hoje em dia acharmos informações. A Wikipedia reúne muito mais conteúdo e praticidade do que as antigas enciclopédias.
Linkedin
Finalizando, o Linkedin é um ótimo lugar para empresas e pessoas trocarem informações profissionais mas, antigamente as buscas por empresas e profissionais foi feita durante muito tempo através dos classificados de jornais.

  Caso queiram saber mais sobre a Luli, abaixo alguns links sobre a moça:


  Vocês já haviam visto alguma imagem do projeto da Luli por aí? O que acharam das representações dela? Qual outros sites e app vocês acham que dariam uma montagem bacana? Me contem!

Beijos, Bru.
LEIA MAIS
Topo