sábado, 14 de outubro de 2017

Resenha: A Noiva Fantasma

   Olá, metamorphyos! Hoje vamos embarcar em uma história de amor repleta de tradição e cultura asiática e... eventos sobrenaturais! Vem comigo conferir a resenha de A Noiva Fantasma!
   A Noiva Fantasma é um livro da autora malaia Yangsze Choo, escrito em 2013 e publicado no Brasil pela editora Darkside em 2015.

   O livro conta a história de Li Lan, uma mocinha em idade de se casar, de família tradicional e respeitada que cai em certa decadência após a morte da mãe da jovem e consequente isolamento do pai. A história se passa na Malásia e reúne elementos da cultura malaia e chinesa, seus ritos e costumes, crenças, ideologias e lendas.

   A trama gira em torno de uma proposta incomum que Li Lan recebe: torna-se uma noiva fantasma. Para a gente se situar e entender o que isso significa na cultura asiática, aí vai uma breve explicação: é um costume antigo, que em algumas regiões mais tradicionais ainda persiste, e consiste em realizar uma cerimônia de casamento entre mortos. Acontece com mais frequência em situações em que os finados tinham um relacionamento amoroso em vida, então a família, para apaziguar as almas de seus parentes, celebram o matrimônio.
  Porém, Li Lan é viva! Descobrimos, então, que um jovem recém falecido estava encantado pela moça antes de sua morte e queria desposá-la. O fantasma do rapaz atormenta a própria família para conseguir um casamento fantasma com Li Lan, em que ela se veria presa a um noivo morto, vivendo um longo luto e atada para sempre a ele. Lim Tian Ching é esse fantasma que passa, então, a atormentar Li Lan.
  O noivo fantasma era um jovem de família extremamente rica e, diante de uma proposta tão interessante, o pai de Li Lan, falido, se vê obrigado a aceitar. Como vocês já devem saber, havia sempre um preço a ser pago pela noiva, um dote, e muitas vezes os casamentos eram celebrados apenas com a finalidade de recuperar as finanças da família.
   Assim, junto com Li Lan, embarcamos em uma aventura sobrenatural cheia das superstições e crenças asiáticas. Visitamos feiticeiras, aprendemos sobre amuletos e selos, sobre o poder dos espíritos, seu domínio, suas fraquezas, suas necessidades, seu mundo espiritual. É uma visão bastante diferente da nossa, ocidental, sobre céu, inferno e purgatório e só esse motivo já vale a leitura.

   Um dos pontos mais interessantes do livro, para mim, foi a questão do mundo espiritual. Sempre nos perguntamos o que há no pós-morte. Alguns acreditam que do pó viemos e ao pó retornaremos, e mais nada, outros acreditam que somos divididos em bons e maus e merecemos o céu ou o inferno. Alguns, ainda, acredita que vagamos por aí em busca de redenção... Mas a visão oriental difere-se em muitos aspectos de qualquer um das nossas crenças.

   Sempre pautada no respeito aos mortos, acredita-se que os finados têm necessidades e as famílias devem seguir certos ritos fúnebres para garantir o bem estar dos espíritos familiares no além. Um desses costumes é o de queimar papel. 
As páginas finais do livro são destinadas às dobraduras, incluindo um tutorial para fazer o Tsuru,
famoso pássaro sagrado japonês.
   Sabemos que o origami é a arte de dobrar papel japonesa. Mas aí é que está: sua origem é, na verdade, chinesa. Os chineses descobriram o papel, que era valiosíssimo para eles. O papel está em vários aspectos da cultura chinesa, como os selos de proteção, por exemplo. Tudo gira em torno do papel.

   Ao fazer a dobradura imitando objetos e animais e queimá-los, acreditava-se que os mortos os receberiam no além. A transformação do papel em cinzas era o meio de comunicação com os falecidos. Isso também inclui cartas, versos... uma visão bela e bastante delicada.

   A Noiva Fantasma é um livro sobre mortos, sim. Mas também é um livro sobre amor, o amor que transcende a lógica. Delicado em cada página, nossos corações pulsam no mesmo ritmo de Li Lan. Seus medos são nossos medos, seus anseios, nossos anseios, e sua emoção, a nossa emoção também. É uma história mágica, encantadora, bela. Mas também profundamente triste e assustadora.



   Espere reviravoltas, descrições minuciosas do mundo sobrenatural, lendas e mais lendas, uma verdadeira aula de cultura asiática e muita emoção. A história não é perfeita e acho, inclusive, que alguns pontos poderiam ser melhorados, mas o livro me acrescentou tanta coisa que esse defeito fica em segundo plano.

A Noiva Fantasma - Yangsze Choo
Ano: 2013 | Páginas: 360
Editora: Darkside


   Espero que Li Lan encante a vocês também! A minha experiência foi muito boa e espero que a de vocês também seja!

Beijos e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá metamorphyo! Se você chegou até aqui, obrigada por ler o post! Comente aqui o que você achou, se gostou ou não, algo que faltou, sugestões, críticas... Vamos conversar a respeito! Afinal, sua opinião é muito importante para nós. Ah sim! Pode comentar e ative a notificação; pois, sempre respondemos os comentário - normalmente aos finais de semana <3!