sexta-feira, 2 de junho de 2017

Resenha: Las Chicas del Cable

   Olá, metamorphyos! Vocês já assistiram à série Las Chicas del Cable? Eu dei uma conferida e vim contar pra vocês o que achei! Vem comigo que eu te conto tudo sobre essa produção Netflix!


   Mais uma produção original Netflix foi ao ar em abril, porém Las Chicas del Cable (recentemente traduzido como As Telefonistas) não ganhou a divulgação e repercussão merecidas. Mas tudo bem se vocês ainda não conhecem ou não assistiram, vou contar um pouco para vocês.

"Quando alguém decide ser independente, ninguém avisa que ser livre
 é um fardo. A luta pelos sonhos é extenuante e contínua,
 mas você tem que chegar até o fim."

   Situada na Madri dos anos 20, a série, de oito episódios, conta a história de quatro amigas que iniciam na companhia telefônica da cidade como telefonistas. Parece uma sinopse simplória, mas os dramas pessoais de cada uma, aliados ao charme da época e a fortes questões sociais como, principalmente, o machismo, o preconceito e as diferenças socioeconômicas fazem da série uma grande história a ser acompanhada.

Marga, Carlota, Angéles e Lidia
   Logo somos apresentados às quatro moças e rapidamente introduzidos às suas histórias. Alba Lidia Aguilar é a protagonista, cheia de energia, uma mulher convicta de seus ideais, disposta a fazer qualquer coisa pela liberdade. Aliás, liberdade é um ponto constantemente em pauta durante todos os episódios da série, apresentado de diversas maneiras e por vários vieses. Marga é a moça tímida e medrosa do interior que vai para a cidade grande ser alguém na vida, enquanto Carlota é a amiga rebelde, transgressora e sufragista. Sim, esse é outro ponto bem marcado na série, a importância das sufragistas, mulheres que lutavam pelo direito de voto. Ainda nesse cenário aparece Angéles, mais experiente na companhia, casada, mãe, mas sem muito espaço para ser simplesmente mulher.


   Não tem como falar da série sem citar os horrores do machismo, especialmente em uma época onde essa era uma verdade universal e tão, mas tão arraigada nos conceitos e na cultura de todos que simplesmente não se pensava em outra possibilidade. Vemos um feminismo ainda muito tímido, reprimido violentamente pela própria sociedade, temido por outras mulheres e abertamente condenado pelos homens. Algumas cenas são chocantes, mas a realidade era ainda mais. Como na cena que eu destaquei, as mulheres eram completamente dependentes de seus maridos (ou pais) e não tinham direitos simples, como sacar dinheiro sozinhas (até porque elas mesmas não tinham uma conta corrente e todo o dinheiro familiar era controlado pelo marido).

"Algo tão bonito não pode ser ruim, não importa o que digam."
   Outro ponto importante da série é a sexualidade. Se hoje ainda temos repressão sexual, cujo alvo é, principalmente, as mulheres, em 1920, então... E o que dizer da homossexualidade na época? Impensável. Las Chicas del Cable traz essa questão com uma abordagem leve e natural, e, desculpem pelo spoiler da foto (apesar de não dar para reconhecer bem as personagens), mas foi necessário para mostrar para vocês que é possível falar de sexualidade sem apelar para o sexo em si e mostrar o lado mais bonito da atração física e da química entre duas pessoas. Adorei como a série conseguiu desenvolver o assunto e, tanto o machismo quanto a sexualidade foram grandes acertos.

Fonte: TvShow Time
   Mas uma série não se faz só de luta social e bons temas. Outro ponto absolutamente inquestionável é a filmografia da série. A cena da escada é um ângulo de câmera clássico e belíssimo, e é apenas um exemplo do trabalho absurdo que a direção e a fotografia fizeram em Las Chicas del Cable. Ainda sobre as questões técnicas, aconselho fortemente que assistam com o áudio em espanhol, original da série, porque deixa tudo muito mais charmoso. A única crítica que preciso fazer é quanto à trilha sonora. Eu esperava algo grandioso, afinal, é a Era do Rádio! Mas... não, utilizaram músicas pop (oi??), inclusive na abertura da série, e, apesar de eu ter me acostumado, foi bem frustrante.

Fonte: TvShow Time
   Aí vocês devem estar pensando: "nossa, então ela amou a série!". Então... não. Apesar de tudo de maravilhoso que eu citei, e foi maravilhoso mesmo, Las Chicas del Cable deu umas derrapadas bem tortas no roteiro. Eu explico: clichês. Clichês são legais, são usados aos baldes o tempo todo por aí, mas vamos com calma. Em alguns momentos o uso e abuso deles é tão enervante que faz jus à uma típica novela mexicana. O triângulo amoroso principal tem seus bons momentos, mas no geral é tão previsível que dá até tristeza. Algumas situações excessivamente trágicas, com problemas e mais problemas (e mais problemas ainda) também deixam essa impressão de se estar assistindo aquele dramalhão novelesco.

   E esse, infelizmente, foi um ponto que pesou um pouco e abaixou bastante a nota que eu dei pra série. Mas, ainda assim, recomendo demais que assistam porque é claramente uma produção linda, cheia de questões sociais a se debater e que talvez, se tivesse um roteiro mais robusto e bem amarrado, pudesse ser uma grande série.
   
Las Chicas del Cable - 2017
Netflix | 8 episódios


   Las Chicas del Cable já tem mais 8 episódios confirmados para uma temporada 1B, assim como aconteceu com The Get Down. Ainda sem previsão para lançamento.

   Vocês já assistiram a essa série? Me contem tudo! 

Beijos e até a próxima!

15 comentários:

  1. Que série incrível! Só não vejo essa semana porque terei prova na faculdade, mas já está na minha lista. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thamires! Prioridades, né? Mas vale a pena assistir quando estiver com tempo livre!

      Beijos!

      Excluir
  2. A Netflix está com muita série legal. Essa por exemplo parece boa
    Beijinho e um cheiro!
    Dani

    Dani-se
    Instagram
    Canal
    Twitter
    Facebook
    Snap: eu.daniguedes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani! É boa sim, vale a pena assistir, ainda mais porque é curtinha!

      Beijos!

      Excluir
  3. Mds! Já estou animada, necessito assistir

    ResponderExcluir
  4. Estou louca pra ver essa série e fazer minha resenha, sinto que veio para quebrar conceitos e parece ser ótima! Bom post, gostei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Julia! É sempre bom quando o tema mexe com nossos conceitos, né? Aproveite a série! Beijos!

      Excluir
  5. Onde eu vou arranjar tempo pra assistir tanta série gente?? Já quero assistir essa, eu realmente não tinha ouvido falar dessa ainda e me interessei.
    Agenda Aleatória

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sabrina! Pois é, também me sinto assim! Acho que vou demorar umas duas vidas pra ver tudo que quero, rs.

      Beijos!

      Excluir
  6. No começo do seu texto fiquei animada, mas quando cheguei à parte em qual você diz que nao gostou, já desisti de vez! Tinha visto na página da Netflix, mas nunca fiquei com vontade de assistir. Mas uma que eu gosto muito e estou assistindo agora é House of Cards. Você já viu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Preciso muito assistir House of Cards! Eu fico relutando pra começar porque ela já tem várias temporadas e o tempo anda curto, mas pretendo ver em breve. E não desiste não, pode ser que você se agrade mais do que eu!

      Beijos!

      Excluir
  7. Oi, tudo bem? Vi essa série na Netflix e não quis nem olhar, mas acho que agora darei uma chance a ela mesmo ela não sendo a melhor série.Muito bom seu post. Sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Acho que vale a pena dar uma chance sim, a série tem potencial. Tenho esperanças que melhore na próxima temporada!

      Beijos e obrigada! <3

      Excluir
  8. Essa série é realmente ótima pelos personagens secundários, e um clichê sem fim pelos personagens principais! Os temas tratados são tão sérios e foram tão delicadamente apresentados que é impossível você não torcer por cada uma dessas diferentes mulheres!

    Beijos de luz!
    www.nataliadasluzes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Natália! Verdade, a gente se pega torcendo por todas, rs. Os clichês matam um pouco a história porque fica bem previsível, mas acho que tem alguns pontos bem positivos.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Olá metamorphyo! Se você chegou até aqui, obrigada por ler o post! Comente aqui o que você achou, se gostou ou não, algo que faltou, sugestões, críticas... Vamos conversar a respeito! Afinal, sua opinião é muito importante para nós. Ah sim! Pode comentar e ative a notificação; pois, sempre respondemos os comentário - normalmente aos finais de semana <3!