segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Vamos conversar: Setembro Amarelo

  Olá metamorphyos, e o post de hoje vem cheio de coisas importantes e talvez fale de coisas diferentes as habituais do blog, mas, que merecem total espaço não apenas aqui. Os próximos meses são conhecidos por suas fitas e suas campanhas, mas, você já ouviu falar sobre Setembro Amarelo?



  Esse foi o primeiro ano em que fiquei conhecendo a campanha mundial que define setembro com o mês referente a prevenção a vida. Este é o segundo ano desta campanha que assim como tantas outras, salvam pessoas. E você sabe o quão importante é isso? Com certeza todos nós já perdemos alguém querido, não deixe que eles partam por terem 'sufocado' muitas coisas dentro si, não deixe que alguém desista de viver.

  Quem se mata quer por um fim na dor, não na vida... É difícil pensar nisso não é?

  Talvez muitas pessoas julguem de forma totalmente errônea e achem que o ato é sinal de fraqueza, um 'mimimi' exagerado. Não é. Nem sempre quem se vai deste modo mostra o que está acontecendo dele. Claro que uma pessoa que sofre já com algumas coisas nos deixa mais alertas, porém não são apenas as pessoas que possuem algum quadro de depressão, por exemplo, que o fazem.

  Qualquer um pode estar sujeito a isso. Qualquer um. Ouvir de alguém que um conhecido seu, um amigo, um parente, tirou a própria vida é terrível. E as pessoas julgam e falam. Contudo, será que elas sabiam o real motivo que levou a isso? Será que se soubessem poderiam ter feito algo?

  Acho que essa campanha serve de alerta para mostrar que o suicídio é algo para o qual temos de abrir nossos olhos para ajudar, ele mata mais de 30 brasileiros por dia e, pasmem, no mundo inteiro, mata mais jovens de 15 a 29 anos do que a AIDS.

achei aqui ^^
    Existe uma cartilha da Organização Mundial de Saúde (OMS) para quem deseja aconselhar as pessoas que passam por momentos difíceis e ajudar na prevenção ou desejam se informar mais sobre o assunto, clique aqui para acessá-la.

   Nela são citadas 10 mitos sobre as pessoas com tendências suicidas. Vou colocá-las aqui para deixar mais claro que são 10 frases e coisas que ouvimos e são todas mentiras.

1 - As pessoas que falam sobre suicídio não farão mal a si próprias, pois querem apenas chamar atenção. FALSO.
2 - O suicídio é sempre impulsivo e acontece sem aviso. FALSO.
3 - Os indivíduos suicidas querem mesmo morrer o estão decididos a matar-se. FALSO.
4 - Quando um indivíduo mostra sinais de melhoria ou sobrevive a uma tentativa de suicídio, está fora de perigo. FALSO.
5 - O suicídio é sempre hereditário. FALSO.
6 - Os indivíduos que tentam ou cometem suicídio têm sempre alguma perturbação mental. FALSO.  
7 -  Se um conselheiro falar com um cliente sobre suicídio, o conselheiro está a dar a ideia de suicídio à pessoa. FALSO.
8 - O suicídio só acontece 'àqueles outros tipos de pessoas', não a nós. FALSO.
9 -  Após uma pessoa tentar cometer suicídio uma vez, nunca voltará a tentar novamente. FALSO.
10 - As crianças não cometem suicídio dado que não entendem que a morte é o final e são cognitivamente incapazes de se empenhar num ato suicida. FALSO.
 
achei aqui ^^
  Então, vamos prestar atenção a pessoa que está próxima a você, seja um familiar, um amigo ou mesmo um colega. Uma palavra, uma conversa, quem sabe... Esteja aberto a poder ajudar e a querer realmente ajudar caso a pessoa precise. Às vezes há muitos 'estou bem' e 'não há nada' mascarados. Não custa absolutamente nada ajudar, é grátis, é ouvir, instruir de forma positiva, ajudar a pessoa a ver que aquele não é o caminho, que os problemas não podem 'acabar' assim. Pode não ser uma tarefa fácil se você for ajudar mas acredite, é muita valiosa essa ajuda!
  Agora, se você está aqui lendo esse texto e está no fundo do poço, esse parágrafo é especialmente para você. Compartilhei logo no início do mês uma imagem no meu Facebook dizendo que meu inbox estava aberto para quem quisesse conversar e mantenho isso (talvez eu não responda na hora por conta do serviço mas estou disposta a ajudar)! Mas quero dizer que, não há problema que seja maior que sua vida. Lembre-se que, se você partir, sempre haverá alguém que sentirá um vazio enorme por você não estar mais aqui e talvez essa pessoa neste momento não saiba como lhe ajudar, mas ela se preocupa. O mundo, precisa de você de alguma forma e, pense, acredite que, você pode sair dessa e ainda ajudar tantas outras pessoas. Se tudo parecer confuso de se resolver, não tenha vergonha de pedir ajuda. Não é feio admitir que precisa de ajuda. Ninguém pode carregar o mundo nas costas sem se machucar. Não desista de você, sempre haverá alguém que irá lutar por você.
  É isso metamorphyos, conto com cada um de vocês para continuar este ideia, para continuarmos essa corrente do bem e de ajuda a quem precisa. Vamos valorizar a vida, vamos ajudar as pessoas a enxergar o quão importantes são!

Beijos e até!

10 comentários:

  1. Eu também não conhecia essa campanha e achei muito importante conscientizar as pessoas com relação ao assunto.Muita gente desconhece e até mesmo não respeitam esse tipo de sentimento, doença e rotulam como "frescura" está mais do que na hora de mudarmos essa visão.
    Eu venho de uma família com diversos casos de depressão, inclusive fui diagnosticada com o mesmo recentemente. Sei o quanto uma palavra de apoio pode ajudar a diminuir a angustia é algo realmente, muito complicado... Beijos!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dai! acho um absurdo o modo como algumas pessoas tratam essa doença, nunca é frescura e as pessoas precisam entender que há inúmeros fatores que levam a pessoa a querer tirar a vida, inclusiva a própria sociedade. Nossa Dai, eu não sabia disso mas, eu espero e tenho ctz q vc tem pessoas incríveis a sua volta que te ajudam (inclusive se precisar estamos aí =) amigos são para tds os momentos!). É sempre mt importante prestarmos atenção nas pessoas a nossa volta, nunca se sabe qd alguém precisa de uma palavra amiga. Beijos linda!

      Excluir
  2. Eu quero muito que as pessoas percebam a importância não só desse mês, mas em todos.. Dar o apoio para quem precisa e sempre indicar ajudar de um profissional, mostrar que é possível lidar com os problemas de forma mais otimista mesmo quando tudo parece não ter mais jeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Clay! É algo tão importante, é uma dádiva tão linda a nossa vida e ver alguém desistir disso e não fazer nada é ajudar com que esse número apenas aumente =( ajuda profissional é muito importante, e sempre podemos ajudar, afinal o problema do outro tbm é problema e estar lá para uma passar uma energia possitiva, mostrar q se preocupa e qr ajudar poder salvar de verdade. beijos linda!

      Excluir
  3. Essa semana vi um anime (Boku Dake Ga Inai Machi) que não é sobre suicídio, mas mostra uma menina com vários problemas e como é importante a gente tentar se aproximar dessas pessoas mais solitárias e ajudar a melhorar a vida das pessoas ao nosso redor. Eu acho muito bacana a campanha do Setembro Amarelo, até porque depressão é uma doença bastante desvalorizada e que falta conhecimento para lidar com ela. Muitas vezes a pessoa tem tendências suicidas e não damos bola, achamos que é pra "chamar atenção". Gostei bastante do seu post, muito esclarecedor :)

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vick! Eu não conheço esse anime, mas realmente, pessoas solitárias nem sempre querem ser sozinhas. Um 'bom dia' pode fazer uma diferença enorme no dia de alguém! Concordo com vc, as pessoas lidam com a depressão como se fosse 'bobagem', nunca devemos ver como 'chamar atenção' um tentativa de suicídio ou qd a pessoa realmente chega no seu 'fundo do poço'. Queria tanto que as pessoas enxergassem essas coisas Vick, mas se a gente já começar a ajudar tenho ctz que as pessoas a nossa volta irão começar a compartilhar dessas boas atitudes. Fico feliz que tenha gostado ^^ super bjo!

      Excluir
  4. Esse tipo de campanha podia existir o ano inteiro porque é muito importante conversar sobre isso. Eu me interesso muito por livros que falam sobre jovens "problemáticos" e a causa sempre é a mesma: falta de amor, depressão, poucos amigos e isso é uma coisa que mexe muito comigo.

    Quando eu era adolescente eu era muito fechada e tímida (ainda sou), e eu percebia que as pessoas não queriam se aproximar. Geralmente a gente se afasta de pessoas mais quietas ou depressivas e isso acaba agravando ainda mais o problema.

    Acho que o grande problema é a falta de amor. Nós estamos nos tornando cada mais independente e vivendo como se não precisasse de mais ninguém. Mas se tivesse um pouco mais de amor e companheirismo o número de pessoas depressivas ou pensando em suicídio poderia ser muito menor. </3

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia! Amei seu comentário, você disse tanta coisa bacana. Realmente, a gente acaba se afastando das pessoas quando elas são mais fechadas e infelizmente nem sempre esse comportamento se dá apenas por timidez. Eu concordo plenamente que deve ser um assunto tratado durante todo o ano, levado muito mais a sério pela mídia. É falta de amor, respeito, empatia Bia, as pessoas estão se tornando egoístas demais e acham que apenas o problema delas é importante, se elas soubessem o quanto um pode ajudar o outro com certeza o mundo seria bem melhor e os casos tristes de suicídio poderiam ser reduzidos pois quem, infelizmente, perde a avida assim poderia ver o quão importante e significativa é sua vida com as demais pessoas não? Beijos linda e obg pelo comentário!

      Excluir
  5. Eu também só vim prestar mais atenção nessa campanha esse ano e ela é de fato muuuito importante.
    Há alguns anos um professor se suicidou na universidade que eu estudava, no período das aulas mesmo. Isso mexeu muito comigo e com todo mundo por lá. Não cheguei a ter aula com ele, mas vários colegas professores falaram que nem suspeitavam de que ele pudesse estar sofrendo a esse ponto.
    Às vezes é muito difícil perceber mesmo, porque quando estamos nos sentindo mal, não é sempre que demonstramos. Eu tive depressão na adolescência e ainda passo por algumas crises (porém mais leves), mas não me sinto muito a vontade pra falar sobre isso com quase ninguém, porque muitas pessoas julgam como "frescura" ou não têm paciência para ouvir.

    Acho que a empatia tá em falta nesse mundo de hoje, as pessoas andam cada vez mais individualistas. Por isso achei muito bacana sua iniciativa de falar sobre o tema por aqui e de estar aberta a ajudar as pessoas que estão precisando ^^

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, que história triste desse seu professor =/ a gente nunca espera né, como seus outros professores falaram, não suspeitava, e acho que aí mora um perigo mt grande: nem sempre fica exposto que a pessoa passa por algum problema. Eu fico feliz por vc hoje ter uma depressão mais controlada, isso é muito bom e, entendo tbm o que você diz das pessoas acharem que é frescura. É fácil 'julgar' e ainda julgar mega errada qd elas não passaram por isso. Obg =) fico feliz em poder ajudar de algum modo, acho legal as pessoas saberem que ao msm tempo que há pessoas que criticam há pessoas que querem ajudar de algum modo, realmente, empatia nunca é demais, ainda mais nos dias de hoje. Acho que as pessoas pensam que ajudar alguém envolvem dinheiro por exemplo e nem sempre, na verdade na maioria das vezes não, uma palavra amiga, um bom conselho e estar lá com a pessoa para ela saber o quão importante é neste caso vale mt mais! beijos linda!

      Excluir

Olá metamorphyo! Se você chegou até aqui, obrigada por ler o post! Comente aqui o que você achou, se gostou ou não, algo que faltou, sugestões, críticas... Vamos conversar a respeito! Afinal, sua opinião é muito importante para nós. Ah sim! Pode comentar e ative a notificação; pois, sempre respondemos os comentário - normalmente aos finais de semana <3!