segunda-feira, 27 de junho de 2016

O que aprendi com meus relacionamentos...

  Olá meus metamorphyos queridos! O post de hoje é um post gostosinho e reflexivo que faz parte da blogagem coletiva do grupo Blogueiros Geek. Sem mais demoras vem comigo ver o que aprendi com meus relacionamentos.




  Acho que sempre aprendemos algo em qualquer tipo de relacionamento que temos. Mas, sobre os amorosos o que posso dizer?

  Bom, seja um sábio por favor e, aprenda vendo o erro alheio pois, aprender na prática, pode ser um tanto quanto doloroso. Nem sempre apenas para um dos lados, talvez para os dois mas, ainda acho que sempre há um lado que quebra mais a cara.

  Três coisas importantes que aprendi com todos os relacionamentos que tive: tenha amor próprio; não seja trouxa e, acredite, as coisas não acontecem apenas com você.

achei aqui! ^^
  Então por partes, ame-se, ame-se e ame-se acima de tudo (sim, é estranho alguém que briga com uma baixa auto estima diga isso, mas isso é assunto pra outro post), afinal, se outra pessoa pode amar você e tem/consegue fazer com que acredite nisso, por que você não pode se amar? E amar a si mesmo é um ato de amor pro outro, e pra todos a sua volta, afinal uma pessoa que está bem consigo passa isso para todos ao redor não? E se um relacionamento acabar por não dar certo, tudo bem, e: '...mesmo que nada funcione (...) estarei de pé, de queixo erguido...'.

achei aqui! ^^
  Não seja trouxa, nem seja feita e nem faça alguém, isso é feio! Leia-se: muito feio! Se a pessoa pisa demasiadamente na bola, faz coisas erradas as quais não deveria, se você está num relacionamento que é abusivo de alguma forma, acredite em mim, pula fora o mais rápido que puder. Ah Bru, mas poxa, tadinha de você... Mentira! Tadinha não porque já estive dos dois lados então, por isso eu disse lá no começo do parágrafo: não seja e não faça porque, algum dia você vai se apaixonar, achar alguém que você julga incrível e essa pessoa poderá lhe fazer de otário igual você já fez. Então, fica de olho aberto pois esse tipo de relacionamento fica meio visível pra todos.

achei aqui! ^^
  E sim, acontece com todo mundo. Eu digo que depois que tive minha filha nunca mais acreditei naquilo de 'isso não acontece comigo!', mentira, balela... Acontece! E você não será exceção e, se não aconteceu algo mega chato, agradeça, mas tendo em mente que algum dia você corre sim o risco de acontecer com você. E gente por favor, se não aconteceu com você mas aconteceu com um amiguinho(a) vamos tentar entender antes de julgar horrores pois é muito fácil analisar tudo, em qualquer situação, quando se está de fora mas nem sempre é fácil de lidar quando está envolvido com aquilo.

  Para encerrarmos fica um bônus sobre tudo isso que se chama: RESPEITO. Dizem que pimenta nos olhos do outro é refresco então, não faça com as pessoas o que não gostaria que fizessem com você ou, se da outra parte este respeito já não existe, pense, repense e veja o quão vale isso tudo e se compensa afinal, qualquer relacionamento deve ser para agregar e nunca diminuir ok?

   O importante é que, com tudo o que aprendeu você possa utilizar para sempre melhorar nos seus relacionamentos e, se a pessoa que você está não vê com esses olhos e está disposta a também melhorar por que não aprenderem um com o outro e crescerem juntos? Não deu certo? Bola pra frente e que aprenda algo novo. E se deu certo? Bem é alegria, amor e cuidar pra sempre melhorar a relação! <3

  E vocês, aprenderam coisas legais ou não em seus relacionamentos? Sim? Não? Quer me contar? Algo que vocês acham que esqueci de falar?


 Até a próxima metamorphyos!

10 comentários:

  1. Acho que todo mundo passa por grandes decepções na vida. Eu não sou perfeita, mas sempre preferi prestar atenção no erro dos outros e tirar lições com aquilo do que eu vivenciar aquele fato.
    Claro que a vida nos da lições mesmo aquelas que não queremos. Mas acho que eu vejo um mundo de outra forma depois que "amadureci". Enfim...
    Mas se tem uma coisa apesar de também ter baixa auto estima, é o amor próprio em relação a outra pessoa. Posso não gostar do meu físico, as vezes até da minha maneira de viver... de ser... mas tenho amor suficiente por mim para não deixar que ninguém me diga o que fazer, como vestir, com quem andar, com quem falar. Homem nenhum nunca conseguiu e jamais vai conseguir fazer isso comigo, por que neste sentido, antes de amar o próximo, eu amo a mim mesma. (Tudo bem, quebrei um dos mandamentos de Deus, mas eu não sou religiosa mesmo, então acho que isso pra mim não importa kkkkkkk)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei Flavi! Exato, a gente tem de se amar e se respeitar e eu te entendo srsrsr amar a si primeiro =p acho que é mais bom senso pois às vezes o 'próximo' se acha muito esperto. Eu gostei muito do seu ponto de vista. Então, exato, a baixo auto estima pode existir mas não permitir que por causa dela deixemos acontecer coisas que não são legais certo? Beijos beijos!

      Excluir
  2. Oi Bruna, muito show o post, sério mesmo!
    Seguindo ..
    Beijão
    http://entaoalinni.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alinni! Seja bem vinda! Obrigada, fico feliz que tenha gostado =) Obrigada por acompanhar. Beijos! =*

      Excluir
  3. O pior do que não tentar aprender com o erro dos outros é errar e continuar fazendo a mesma coisa. Papel de trouxa eu sou ótima em fazer, é incrível. Um dia aprendo, é uma promessa! haha T_T
    Adorei os gifs que separou {♥}
    Beijinhos,
    www.prettythings.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari! Eu concordo ctg, errar é humano, mas persistir no erro é tenso. A gente sempre aprende, e acho que não é o papel de trouxa em si, acho que a gente qr acreditar que as pessoas não são tão 'ruins' como achamos que são né? Que bom que gostou, fiquei apaixonada por eles ^^ beijos linda!

      Excluir
  4. Não ser trouxa é realmente uma coisa importante. Acho que quando fala de amor a gente acaba se abrindo muito para a pessoa, começa a confiar e ficamos vulnerável. Chega num momento em que você acorda e vê que está passando por situações nada legais e que a pessoa está se aproveitando disso então é hora de parar de ser trouxa. :P

    Eu já trouxa mas e passei por alguma coisas que me deixaram bastante chateada. Hoje eu acho que sou até um pouco fechada demais mas nada que novos amores não funcione, hahaha.

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bea =)É ruim ser feita de boba ne, a gnete se chateia pacas mas fico feliz em saber q vc aprendeu com isso e não perdeu a esperança que novos amores curem isso ^^ uma hora ou outra a gente encontra alguém que faz tudo ser saudável e valer a pena ^^ beijos linda! =*

      Excluir
  5. Eu tinha uma impressão que já tinha comentado nesse post, mas acho que estou louca! hahahaha
    Relacionamentos são sempre difíceis e eu concordo com o que você abordou, principalmente o amor próprio, sem ele a gente é incapaz até de entender que tipo de relacionamento estamos nos sujeitando.
    E não nada legal fazer os outros de trouxa, sempre carrego comigo "Não faça o que você não gostaria que fizessem com você".
    Respeito eu acho que é a palavra principal em qualquer relacionamento.
    Acabei nem participando da blogagem coletiva e o tema foi tão legal xD
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carlinha, ah essa sensação acontece comigo muitas vezes srsrsrsr esse mantra de não fazer com o outro o que não qr que façam contigo é super válido mesmo sabendo que tem gente que não se importa com o outro. Respeito é super importante pra tudo! Os temas são sempre ótimos não é? Beijos linda! =*

      Excluir

Olá metamorphyo! Se você chegou até aqui, obrigada por ler o post! Comente aqui o que você achou, se gostou ou não, algo que faltou, sugestões, críticas... Vamos conversar a respeito! Afinal, sua opinião é muito importante para nós. Ah sim! Pode comentar e ative a notificação; pois, sempre respondemos os comentário - normalmente aos finais de semana <3!