quarta-feira, 21 de junho de 2017

Por que assistir Vikings?

   Olá, metamorphyos! No post de hoje eu trouxe uma indicação especial pra vocês: Vikings! Se vocês ainda não assistiram... sinto muito, rs. Corram pra corrigir isso depois desse post! <3
   Aí vocês me perguntam "mas o quê que essa série tem de especial?" Bom, o quê que ela não tem de especial? Entre um cenário absolutamente épico, a melhor intro que eu já vi e personagens super carismáticos, aqui vai uma pequena lista de razões com enormes motivos para se assistir Vikings. 

Melhor Opening
   Começando pelo começo, a música de introdução de Vikings é um ícone da série. É impossível (e até um sacrilégio) pular. Tem que cantar junto enquanto assiste! Trouxe um videozinho pra vocês conhecerem essa perfeição. If I had a heart I could love you, if I had a voice I'd sing...
História
   Pra quem gosta de séries com contexto histórico, Vikings é obrigatória. Como o próprio nome já diz tudo, ela conta a história dos vikings, o povo nórdico que fez várias incursões piratas no litoral do que hoje é o Reino Unido, passando, posteriormente, a saquear as cidades ligadas ao Mar Mediterrâneo. A história foca em Ragnar Lothbrok e sua família e a descoberta de como navegar para terras distantes, na chegada à Nortúmbria (região hoje próxima à Escócia, no norte da Grã-Bretanha) e nos combates em shield walls, ou paredes de escudos.
   Vale ressaltar que os registros dessa época são mínimos e muito controversos e o próprio Ragnar é uma lenda entre os nórdicos, mas devido à falta de escrita (a grande maioria da população não sabia ler e escrever) e ao domínio de cartas e documentos pela Igreja Católica, os relatos são pouco confiáveis e esparsos. Logo, esse terreno foi fértil pra série criar à vontade em cima de especulações, teorias e a boa e velha romantização. Ainda assim muita coisa é correta ou no mínimo condizente com o período histórico.

Melhores Personagens
   Eu sou meio volúvel pra eleger um melhor, mas não tem como não amar o Ragnaldo (apelido carinhoso pelos fãs brasileiros)! Ele é o cretino mais carismático que a gente respeita. E eu já disse que ele é carismático? Pois bem.
   Como a coisa parece ser genética, outro personagem que a gente aprende a amar desde o início é Bjorn, o filho mais velho do Ragnar. Conforme passam as temporadas o menininho fofo se transforma em um homão e um guerreiro respeitado e temido. Além de ser um dos nórdicos mais bem sucedidos da história. 
   Pra completar a família de criaturas apaixonantes, a Lagertha é a esposa do Ragnar, mãe do Bjorn, melhor shieldmaiden (posição respeitada de guerreiras na cultura viking) e dona da série melhor personagem que você vai conhecer. Que mulher! 
   Outros personagens são super bem construídos e muito interessantes também, como o Floki e a Helga e o querido Athelstan. Além do elenco ter sido escolhido a dedo, a evolução de cada um deles é impressionante.

   Especialmente na primeira temporada, os costumes vikings são apresentados em detalhes, cheios de superstição, rituais pagãos, hábitos diários e várias curiosidades sobre esse povo feroz e tão pouco conhecido e explorado. Desde hierarquia a questões como sexualidade, casamento e posição social da mulher, Vikings aborda vários pontos polêmicos que merecem atenção.
Casamento viking - Floki e Helga
    Ah, e só uma curiosidade: nós os chamamos de vikings, mas, na verdade, viking é uma atividade ilegal assim como a pirataria, e não é o termo correto para designar o povo. Eles eram nórdicos, irlandeses, noruegueses etc. Mas caiu no uso popular a referência ao povo viking.
   Aviso: algumas cenas de violência são bem fortes.
   
   Bom, metamorphyos, a série começou de forma despretensiosa e com baixo orçamento produzida pelo History Channel, que não tem nenhuma tradição mesmo em lançar séries comerciais. A sensação inicial é a de um documentário em formato mais agradável, com roteiro de série e tal, mas ainda assim sem os contornos das grandes produções. Mas o sucesso foi tanto, o público ficou tão animado, que as temporadas seguintes obviamente ganharam um tratamento muito mais digno e uma verba bem mais gordinha para ser trabalhada. O que começou timidamente se tornou uma das séries mais queridas atualmente. Se eu indico? Eu mais do que indico!!

Beijos e até a próxima!

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Parceria: Loja Fenrir

  Olá metamorphyos! Tudo bem com vocês?! É com felicidade que trago para vocês o post de hoje: nossa nova parceria, a loja de camisetas Fenrir. Vem saber mais!

domingo, 18 de junho de 2017

Tattoo Aquarela: O que é + Vídeo

  Olá metamorphyos! Como vocês estão?! Vocês sabem minha paixão pelas tatuagens e, o post de hoje não é inspiração mas vamos falar um pouquinho sobre as tatuagens aquareladas e levar vocês para me acompanharam na minha última tattoo. Então vem comigo!

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Resenha: Até o Fim da Queda

   Olá, metamorphyos! O último livro que eu li foi Até o Fim da Queda, de Ivan Mizanzuk, e vou contar para vocês o que achei! Vem comigo para mais uma resenha!